Visita à Escola Municipal Gilberto Alves da Silva- Betim

Melhor do que escrever livros, é receber o carinho e feedback dos leitores. E quando professores começam a trabalhar seu livro em sala de aula com as crianças? Aí, seguuura coração… ❤ (precisei segurar lágrimas de emoção também rsrsrs.)

Há três anos, a professora Malu começou a trabalhar o livro “O que Beca tem de diferente?” na Escola Municipal Gilberto Alves da Silva- Betim, em suas aulas de português, com alunos do 5º ano. Para quem não leu o livro da Beca, vai um spoiler… ele fala sobre dislexia, inclusão e respeito às diferenças. De lá para cá, eu recebi mensagens carinhosas e fotinhas desses momentos literários. Neste ano, foi a vez da professora Leilaine trabalhar este tema com os pequenos.

Hoje foi um desses dias para ficar na minha memória. Ao chegar na sala, eu me deparei com vários desenhos do meu rosto (como sou bonita no olhar deles rsrsr), desenhos dos personagens de todos os meus livros (Sim… o Alan, Lili e Mary também apareceram nessas obras de arte), poesias, livros feitos pelas crianças inspirados na Beca e muitos textos. As crianças declamaram lindas poesias e foram jornalistas por um dia me entrevistando (só pergunta interessante e inteligente). Adorei a experiência! A melhor homenagem que eu poderia receber.

Às crianças e às professoras Malu, Leilaine, Sheila, Joice e Cleusa, muitíssimo obrigada pela recepção, cuidado, sensibilidade e carinho. Não tenho palavras para descrever o tamanho da minha alegria e da minha gratidão. Um mundo cheio de amor, saúde, livros e poesias para vcs!!!

 

Biblioteca Solidária

Começo este texto parafraseando Cervantes em uma de suas frases mais populares e clichês: “Quando se sonha sozinho é apenas um sonho. Quando se sonha juntos é o começo da realidade.”

A ideia inicial era fazer, anonimamente, a Biblioteca Solidária. Mas eu não tinha livros suficientes e que interessassem públicos diversos. Precisava de apoiadores. E eles foram chegando. A primeira foi minha gerente, a @josiane_ciolette (da Coletiva), que já foi me indicando pessoas que poderiam nos ajudar, como o marceneiro Roney que, com meu “rascunho”, fez a casinha que eu “desenhei”. Em seguida, meu grande amigo @mauriliobetonico (Digital Press), que fez a arte do jeitinho que eu sonhava (crianças voando num livro). Depois, o Júlio (da JM Editora- @jmeditora ) que plotou voluntariamente, e vários amigos que doaram livros (como são muitos, não dá para citar nome, mas um agradecimento especial aos colegas da Coletiva e à prima @cassiajfo ).

Apesar de não ser nada inédito, estou muito feliz em ver a biblioteca prontinha para que as pessoas possam usufrui-la e ler à vontade

Como a campanha começou na Coletiva, a primeira rua a ser contemplada será na porta da empresa (na rua Via Láctea- Jardim Riacho- Contagem), a partir de segunda- feira (29/07). Mas depois, iremos para a comunidade, se Deus quiser! (Podem dar sugestões de lugares que tenham marquises para colocarmos a biblioteca, ok?)
Por se tratar de um trabalho que contou com a ajuda de muitos voluntários, eu me vejo no dever de dar satisfação e mostrar o passo a passo de tudo que estamos realizando. Mais uma vez, muito obrigada, do fundo do meu coração.

.

Autora Paula Emmanuella recebe homenagem na Câmara Municipal de Contagem por seu livro Turminha Adownrável

A Câmara de Contagem abre as portas para todo tipo de manifestação cultural.

E o “Cultura na Câmara” de março será espaço de literatura! Venha conferir o lançamento do livro infantil: “Turminha Adownrável “, de Paula Emmanuella Fernandes.

#CamaraDeContagem #CasaDoPovo #LevandoASerio #Cultura #Arte #CulturanaCamara #Literatura #Inclusão
lancamento-turminha-adownravel

Encontro com Antonio Fagundes

Se tem uma coisa que gosto nesta vida é prestigiar lançamentos de livros. Além de ter vício por leitura, gosto de conhecer o escritor e, neste caso, o homenageado. Como estudiosa de teatro, ou melhor, ex estudiosa, sempre admirei o trabalho do Antonio Fagundes.
Ele era aquele ator que eu sonhava em contracenar. Em 2018, eu vi o Felipe, de O Dono do Mundo; o repaula-e-antonio-fagundesspeitado coronel Zé Inocêncio de Renascer; o advogado Otávio Jordão de A Viagem; o fazendeiro Bruno Mezzenga de O Rei do Gado e tantos grandes personagens emblemáticos e inesquecíveis.
Fagundes estava com meu livro #AMagiadoTeatro nas mãos. Isso me emocionou, de verdade.
Que tenhamos uma sociedade com mais teatro, mais livros e mais Antonios. Não mais Fagundes, porque esse é único.

Você está disfarçada!!!


Essa é a foto que mais gosto de mim. Não especificamente do meu rosto, mas da espontaneidade. Essa foto foi tirada em 05/ 07/ 2018, dia do lançamento do livro : “Aprendendo sobre honestidade com Lili”
Para quem não sabe, menos de 24 horas antes do lançamento, fui vítima de assalto a mão armada. (Graças a Deus não aconteceu nada sério, foi só uma coronhada, o que resultou num galo e machucados no rosto). Machucada e com olheiras, vcs podem imaginar a “belezura” que eu estava. Rsrs

A minha amiga, que me maquiou, não passou maquiagem, me rebocou mesmo. Rsrs Mas a energia de criança é algo de outro mundo. E se passou pela minha cabeça em.desistir do lançamento, eu lembrava da experiência incrível que eu teria com as crianças, além da responsabilidade de ter dado a minha palavra.

No momento de autografar os livros, para ser mais exato, nessa foto, uma garotinha me perguntou baixinho, ou melhor, afirmou: -EU sei que vc está disfarçada de Paula. Vc é a Branca de Neve. 🤣🤣🤣. Achei engraçadinho demais e coloquei a mão na boca.

Querem saber o que respondi para ela, né? … E eu sou doida de tirar a fantasia da criança? Tampouco, menti. Voltei a pergunta para ela. “O que vc acha”? E mais desconfiada, ela ficou. 
Como tinham outras crianças para atender, dei uma piscadinha e pensei: ” Como é bom ser do mundinho delas, por pelo menos alguns segundos”